Slider



Continuamos por cá!! 

Não dá para saber ao certo, quando é que o pimpolho deseja sair... sabemos que está para breve, porque muito mais das 40 semanas, não poderá ficar. Embora sinta desconforto, peso, tenha noites mal dormidas não o quero pressionar, quero que o meu bebé nasça quando ele sentir a sua hora... Uma ideia que é muito passada aqui no Reino Unido. Claro que nos próximos dias vou tentar caminhar mais e tal, mas antes disso não vejo a necessidade de "forçar". Eles estão tão bem dentro das nossas barrigas, estão protegidos, como nunca mais o serão <3 3="" nbsp="" p="">

Neste momento, vivo uma explosão de sentimentos. Uma felicidade por poder finalmente conhecê-lo e mexer-me mais à vontade, sem ser a passo de caracol. Mas ao mesmo tempo um nervoso miudinho do momento do parto e da mudança de vida. 
Vou confiando na vida... É o que for. Se tantas mulheres no mundo conseguem, eu hei de conseguir!!



39+5 weeks!!

July 11, 2017



Continuamos por cá!! 

Não dá para saber ao certo, quando é que o pimpolho deseja sair... sabemos que está para breve, porque muito mais das 40 semanas, não poderá ficar. Embora sinta desconforto, peso, tenha noites mal dormidas não o quero pressionar, quero que o meu bebé nasça quando ele sentir a sua hora... Uma ideia que é muito passada aqui no Reino Unido. Claro que nos próximos dias vou tentar caminhar mais e tal, mas antes disso não vejo a necessidade de "forçar". Eles estão tão bem dentro das nossas barrigas, estão protegidos, como nunca mais o serão <3 3="" nbsp="" p="">

Neste momento, vivo uma explosão de sentimentos. Uma felicidade por poder finalmente conhecê-lo e mexer-me mais à vontade, sem ser a passo de caracol. Mas ao mesmo tempo um nervoso miudinho do momento do parto e da mudança de vida. 
Vou confiando na vida... É o que for. Se tantas mulheres no mundo conseguem, eu hei de conseguir!!





 Vestido Mango, custou-me menos de 20€ e está agora em saldos!

Que peças usar na gravidez é sempre um dilema. Precisamos de estar vestidas, como é óbvio, sentir-se lindas, mas sem gastar muito, porque sabemos que serão roupas que não voltaremos a usar, pelo menos tão cedo. 

Mas se soubermos procurar bem... Voltaremos a usar as peças compradas!!


De grávida, comprei apenas 2 vestidos na Asos Maternidade e 2 calças de ganga de grávida, sendo que dei muito uso a um dos vestidos e aos dois pares de calças (umas azuis e outras pretas). A um dos vestidos não usei tanto porque foi para um casamento (aqui).
Na gravidez, repetem-se os outfits várias vezes, muitas vezes é lavar a roupa, passar e voltar a usar... 

Consegui usar muitas das roupas que já tinha, inclusive calças e leggings, que tinha mais largos e vestidos, mesmo em tamanho em S, porque são bastante largos e não apertam nada.

Por outro lado, comprei mais umas peças em lojas "normais", tipo Zara, Mango ou H&M, mas em tamanho acima e outras peças em tamanho S, procurando sempre peças mais largas e que se dessem bem na barriga. E é bem possível. De todas as peças que comprei na gravidez não dei mais de 30€. 

Não é porque estamos grávidas "apenas" uns meses, que nos devemos desleixar... Há que se sentir bela e feminina, valorizando sempre o nosso belo barrigão!!


Sigam-me no Instagram e vejam todos os looks que usei na gravidez! (aqui)


O que vestir na gravidez?

July 7, 2017



 Vestido Mango, custou-me menos de 20€ e está agora em saldos!

Que peças usar na gravidez é sempre um dilema. Precisamos de estar vestidas, como é óbvio, sentir-se lindas, mas sem gastar muito, porque sabemos que serão roupas que não voltaremos a usar, pelo menos tão cedo. 

Mas se soubermos procurar bem... Voltaremos a usar as peças compradas!!


De grávida, comprei apenas 2 vestidos na Asos Maternidade e 2 calças de ganga de grávida, sendo que dei muito uso a um dos vestidos e aos dois pares de calças (umas azuis e outras pretas). A um dos vestidos não usei tanto porque foi para um casamento (aqui).
Na gravidez, repetem-se os outfits várias vezes, muitas vezes é lavar a roupa, passar e voltar a usar... 

Consegui usar muitas das roupas que já tinha, inclusive calças e leggings, que tinha mais largos e vestidos, mesmo em tamanho em S, porque são bastante largos e não apertam nada.

Por outro lado, comprei mais umas peças em lojas "normais", tipo Zara, Mango ou H&M, mas em tamanho acima e outras peças em tamanho S, procurando sempre peças mais largas e que se dessem bem na barriga. E é bem possível. De todas as peças que comprei na gravidez não dei mais de 30€. 

Não é porque estamos grávidas "apenas" uns meses, que nos devemos desleixar... Há que se sentir bela e feminina, valorizando sempre o nosso belo barrigão!!


Sigam-me no Instagram e vejam todos os looks que usei na gravidez! (aqui)



Nesta altura do ano gostamos sempre de cortar o nosso cabelo para receber o verão e as férias que estão aí à porta... Por isso, reuni 5 inspirações bem simples, que a ajudará a decidir o próximo corte de verão! Sabemos que são inspirações, pois nunca fica exatamente igual, mas é muito mais fácil chegar à cabeleireira com imagens do que queremos, para que a profissional possa ter uma ideia mais clara do que pretende. Depois um bom cabeleireiro adaptará ao seu estilo e tipo de rosto. 

Semi-longo


Semi-longo é como está o meu cabelo... Neste momento está mais como a primeira imagem, embora em abril estava como na segunda, com as pontas mais longas (aqui). Mas há duas semanas tive que as cortas, porque é um corte que perde em dois meses o seu "corte".


 Curto 

Sou sincera o máximo curto que gosto de ver numa mulher jovem e de meia-idade é esse tamanho... Mas é a minha opinião, claro. Acho que o cabelo molda o rosto e torna-nos muito mais bonitas. Este corte, por exemplo, para quem prefere ter o cabelo curto é super jovem, prático, que dá um certo ar de parisiense. 

Com franja


Franja sim ou franja não?
É sempre uma dúvida. No meio de uma indecisão, faça como a última imagem, está entre os dois e fica tão giro!!

Descubra estes produtos e acessórios para cuidar do seu cabelo. Os produtos de camomila são fantásticos para colocar no verão, para abrir a cor natural e dar o tal efeito ombré!!

5 cortes de cabelo que vai querer copiar!!

July 5, 2017


Nesta altura do ano gostamos sempre de cortar o nosso cabelo para receber o verão e as férias que estão aí à porta... Por isso, reuni 5 inspirações bem simples, que a ajudará a decidir o próximo corte de verão! Sabemos que são inspirações, pois nunca fica exatamente igual, mas é muito mais fácil chegar à cabeleireira com imagens do que queremos, para que a profissional possa ter uma ideia mais clara do que pretende. Depois um bom cabeleireiro adaptará ao seu estilo e tipo de rosto. 

Semi-longo


Semi-longo é como está o meu cabelo... Neste momento está mais como a primeira imagem, embora em abril estava como na segunda, com as pontas mais longas (aqui). Mas há duas semanas tive que as cortas, porque é um corte que perde em dois meses o seu "corte".


 Curto 

Sou sincera o máximo curto que gosto de ver numa mulher jovem e de meia-idade é esse tamanho... Mas é a minha opinião, claro. Acho que o cabelo molda o rosto e torna-nos muito mais bonitas. Este corte, por exemplo, para quem prefere ter o cabelo curto é super jovem, prático, que dá um certo ar de parisiense. 

Com franja


Franja sim ou franja não?
É sempre uma dúvida. No meio de uma indecisão, faça como a última imagem, está entre os dois e fica tão giro!!

Descubra estes produtos e acessórios para cuidar do seu cabelo. Os produtos de camomila são fantásticos para colocar no verão, para abrir a cor natural e dar o tal efeito ombré!!


Perante as inseguranças de uma mãe e pai de primeira vez, adicionando ao facto de estarmos num país novo em que não conhecemos ninguém com experiência sobre a maternidade, perdemos amor a 200 libras e inscrevemo-nos no curso NCT, preparação pré-parto. 
Depois de 8 sessões, mais uma extra, tanto eu como o meu marido achamos que o investimento valeu a pena e muito. Sentimo-nos mais confiantes, mais seguros, mais preparados e com outra visão do sistema aqui... Até agora, não tenho a mínima queixa do sistema de saúde, sempre fui extremamente bem tratada, bem recebida e com todos os cuidados. A única diferença é que não fazem a terceira ecografia, a menos que seja necessário.  Somos regularmente vigiadas, medidas...

Enfim, vamos a 13 curiosidades que aprendi e que tenho a certeza que serão interessantes para mamãs de primeira viagem ou não:

1. Criar um ambiente confortável e tranquilo no quarto do hospital. Compre velas a LED, ponha a tocar as suas músicas preferidas, tenha a sua almofada de casa...

2. Não ir imediatamente ao hospital, nas primeiras contrações, esperar que sejam mais regulares, 3 a 4 contrações de 10 em 10 minutos.

3. Não trocar de mama enquanto o bebé estiver a mamar. O leite materno funciona como um ciclo e ao trocar, fará com que não atinja os nutrientes na sua plenitude.

4. Não ser demasiado rigoroso, exigente e paranóico com rotinas. Tentar levar a sua vida o mais normal possível. Mesmo que num ou noutro dia o bebé vá mais tarde para a camita, não há mal ao mundo! 

5. Para o pós-parto preferir umas Tena pants, invés de uns tradicionais pensos higiénicos. Assim, não há risco de fugas!

6. Pôr-se na posição de gatas, com o rabo bem espetado, pelos menos 5 minutos por dia. Essa posição permite dar maior conforto ao bebé, para ele mover-se e estar à vontade, nomeadamente quando o espaço já é escasso. Além disso, essa posição é recomendada quando o bebé ainda não deu a volta às 33/34 semanas, como foi o meu caso. 

7. Os bebés apresentam vários tipos/cores de cocós, até manter-se mais ou menos regular durante toda a amamentação.

8. Para aliviar cãibras beber água gasosa, aqui falam em soda gasosa, não sei se é diferente da água gasosa. Eu comprei-a da Schweppes. 

9. É possível que as meninas tenham vestígios de sangue nas suas primeiras fraldas, um pouco como a primeira menstruação. Enquanto que os meninos podem ter umas gotinhas de leite no peito.

10. Para ajudar a "provocar" o parto, além das famosas caminhadas e limpezas a fundo, pode comer papaia e abacaxi. Além disso, uma ou mais relações sexuais também ajudam, uma vez que o sémen estimula, porque contém prostaglandinas (hormonas envolvidas no parto).

11. No trabalho de parto, ainda em casa, ser massajada pelo companheiro para aliviar a tensão. Tomar banho. Movimentar-se na bola pilates.  (tentar) Dormir e ver filmes. Distrair-se é importante...

12. Se o bebé tiver muitas cólicas ou estiver impertinente, a mãe pode tomar um banho de imersão com ele. Ajuda-lo-á a acalmar, o contacto com a pele...

13. O contacto com a pele, nomeadamente da mãe, quando o bebé nasce é FUNDAMENTAL!


Estas foram algumas curiosidades, além disso foi importante ter conhecimento sobre o processo do parto, as várias fases da amamentação, dicas para mudar a fralda, troca de experiências... entre outras. 
Para pais de primeira viagem, um curso pré-parto é sempre recomendável!

13 curiosidades que aprendi no curso pré-parto!

June 30, 2017



Perante as inseguranças de uma mãe e pai de primeira vez, adicionando ao facto de estarmos num país novo em que não conhecemos ninguém com experiência sobre a maternidade, perdemos amor a 200 libras e inscrevemo-nos no curso NCT, preparação pré-parto. 
Depois de 8 sessões, mais uma extra, tanto eu como o meu marido achamos que o investimento valeu a pena e muito. Sentimo-nos mais confiantes, mais seguros, mais preparados e com outra visão do sistema aqui... Até agora, não tenho a mínima queixa do sistema de saúde, sempre fui extremamente bem tratada, bem recebida e com todos os cuidados. A única diferença é que não fazem a terceira ecografia, a menos que seja necessário.  Somos regularmente vigiadas, medidas...

Enfim, vamos a 13 curiosidades que aprendi e que tenho a certeza que serão interessantes para mamãs de primeira viagem ou não:

1. Criar um ambiente confortável e tranquilo no quarto do hospital. Compre velas a LED, ponha a tocar as suas músicas preferidas, tenha a sua almofada de casa...

2. Não ir imediatamente ao hospital, nas primeiras contrações, esperar que sejam mais regulares, 3 a 4 contrações de 10 em 10 minutos.

3. Não trocar de mama enquanto o bebé estiver a mamar. O leite materno funciona como um ciclo e ao trocar, fará com que não atinja os nutrientes na sua plenitude.

4. Não ser demasiado rigoroso, exigente e paranóico com rotinas. Tentar levar a sua vida o mais normal possível. Mesmo que num ou noutro dia o bebé vá mais tarde para a camita, não há mal ao mundo! 

5. Para o pós-parto preferir umas Tena pants, invés de uns tradicionais pensos higiénicos. Assim, não há risco de fugas!

6. Pôr-se na posição de gatas, com o rabo bem espetado, pelos menos 5 minutos por dia. Essa posição permite dar maior conforto ao bebé, para ele mover-se e estar à vontade, nomeadamente quando o espaço já é escasso. Além disso, essa posição é recomendada quando o bebé ainda não deu a volta às 33/34 semanas, como foi o meu caso. 

7. Os bebés apresentam vários tipos/cores de cocós, até manter-se mais ou menos regular durante toda a amamentação.

8. Para aliviar cãibras beber água gasosa, aqui falam em soda gasosa, não sei se é diferente da água gasosa. Eu comprei-a da Schweppes. 

9. É possível que as meninas tenham vestígios de sangue nas suas primeiras fraldas, um pouco como a primeira menstruação. Enquanto que os meninos podem ter umas gotinhas de leite no peito.

10. Para ajudar a "provocar" o parto, além das famosas caminhadas e limpezas a fundo, pode comer papaia e abacaxi. Além disso, uma ou mais relações sexuais também ajudam, uma vez que o sémen estimula, porque contém prostaglandinas (hormonas envolvidas no parto).

11. No trabalho de parto, ainda em casa, ser massajada pelo companheiro para aliviar a tensão. Tomar banho. Movimentar-se na bola pilates.  (tentar) Dormir e ver filmes. Distrair-se é importante...

12. Se o bebé tiver muitas cólicas ou estiver impertinente, a mãe pode tomar um banho de imersão com ele. Ajuda-lo-á a acalmar, o contacto com a pele...

13. O contacto com a pele, nomeadamente da mãe, quando o bebé nasce é FUNDAMENTAL!


Estas foram algumas curiosidades, além disso foi importante ter conhecimento sobre o processo do parto, as várias fases da amamentação, dicas para mudar a fralda, troca de experiências... entre outras. 
Para pais de primeira viagem, um curso pré-parto é sempre recomendável!


O parto está por um fio... e ainda venho falar do segundo trimestre de gravidez. O tempo vai passando, mas não queria deixar este marco no blog... Sei que o blog não tem sido atualizado como era hábito e sei que o blog acabou por virar um pouco maternidade, mas a verdade é que esta é a fase pela qual estou a passar e sinto que são sempre coisas úteis, que poderão servir a muitas mulheres. 


Como puderam ver (aqui) no diário do primeiro trimestre, temos feito esta sequência fotográfica todas as semanas, sempre com a mesma roupa, mantém-se mais ou menos a mesma posição, com a diferença do tamanho da barriga. É algo que exige um pouquinho de nós a cada semana, mas que no final será bonito de ver a evolução. Neste momento, por exemplo, já me é estranho ver-me nas fotos com uma barriga tão pequena. Acho que já não me lembro de mim sem barriga!! hahah!!

Ora bem, o segundo trimestre.... De forma geral foi muito bom, apesar de ter sofrido durante mais de um mês de uma dor ciática insuportável, que em determinados períodos nem conseguia andar. Mas sem saber muito bem como, passou de um momento para ou outro, não sei se foram uns passos mais apressados que tive de dar, e que desbloquearam algo. Não tomei nada, mas havia dias em que a vontade era muita...


Viajei três vezes de avião, levei a minha vida normalmente, como sempre tentei fazer ao longo da gravidez. Claro que há sempre um pouco mais de cansaço, mas o sono que tive no primeiro trimestre desapareceu. Voltei a dormir normalmente e bem. Não tive apetites, nem desejos. Engordei por volta de 7 kilos, o que é muito bom!!

Tomei a vacina para proteger o bebé da tosse convulsa, aqui no Reino Unido faz parte do plano nacional de saúde e extremamente recomendado.

Foi às 20 semanas que descobrimos o sexo do nosso bebé (aqui). Foi também por volta da décima sete semana, que o comecei a sentir verdadeiramente. Antes era muito duvidoso, falam numa sensação de borboleta... 

Nesse trimestre já começa a sair do peito o primeiro liquido transparente, meio viscoso, mas é algo esporádico ainda. 
A barriga já se começa a notar e a crescer bem. No fim do segundo trimestre o bebé já começa a interagir aos nossos estímulos. 
Continuei o meu suporte vitamínico, extremamente importante para o desenvolvimento do bebé. Mantive a minha rotina diária de hidratação na barriga, peito, pernas e ancas.

Além da dor ciática, também recordo-me de dores nas ancas, nomeadamente quando estava na cama e de cãibras horríveis nas pernas. As idas à casa de banho são cada vez mais frequentes.... De facto é todo um corpo a transforma-se a aninhar-se para um ser que estamos a criar... 

Foi mais ou menos a partir da vigésima semana que comecei a amar o meu estado de grávida!! 

O meu segundo trimestre de gravidez

June 28, 2017



O parto está por um fio... e ainda venho falar do segundo trimestre de gravidez. O tempo vai passando, mas não queria deixar este marco no blog... Sei que o blog não tem sido atualizado como era hábito e sei que o blog acabou por virar um pouco maternidade, mas a verdade é que esta é a fase pela qual estou a passar e sinto que são sempre coisas úteis, que poderão servir a muitas mulheres. 


Como puderam ver (aqui) no diário do primeiro trimestre, temos feito esta sequência fotográfica todas as semanas, sempre com a mesma roupa, mantém-se mais ou menos a mesma posição, com a diferença do tamanho da barriga. É algo que exige um pouquinho de nós a cada semana, mas que no final será bonito de ver a evolução. Neste momento, por exemplo, já me é estranho ver-me nas fotos com uma barriga tão pequena. Acho que já não me lembro de mim sem barriga!! hahah!!

Ora bem, o segundo trimestre.... De forma geral foi muito bom, apesar de ter sofrido durante mais de um mês de uma dor ciática insuportável, que em determinados períodos nem conseguia andar. Mas sem saber muito bem como, passou de um momento para ou outro, não sei se foram uns passos mais apressados que tive de dar, e que desbloquearam algo. Não tomei nada, mas havia dias em que a vontade era muita...


Viajei três vezes de avião, levei a minha vida normalmente, como sempre tentei fazer ao longo da gravidez. Claro que há sempre um pouco mais de cansaço, mas o sono que tive no primeiro trimestre desapareceu. Voltei a dormir normalmente e bem. Não tive apetites, nem desejos. Engordei por volta de 7 kilos, o que é muito bom!!

Tomei a vacina para proteger o bebé da tosse convulsa, aqui no Reino Unido faz parte do plano nacional de saúde e extremamente recomendado.

Foi às 20 semanas que descobrimos o sexo do nosso bebé (aqui). Foi também por volta da décima sete semana, que o comecei a sentir verdadeiramente. Antes era muito duvidoso, falam numa sensação de borboleta... 

Nesse trimestre já começa a sair do peito o primeiro liquido transparente, meio viscoso, mas é algo esporádico ainda. 
A barriga já se começa a notar e a crescer bem. No fim do segundo trimestre o bebé já começa a interagir aos nossos estímulos. 
Continuei o meu suporte vitamínico, extremamente importante para o desenvolvimento do bebé. Mantive a minha rotina diária de hidratação na barriga, peito, pernas e ancas.

Além da dor ciática, também recordo-me de dores nas ancas, nomeadamente quando estava na cama e de cãibras horríveis nas pernas. As idas à casa de banho são cada vez mais frequentes.... De facto é todo um corpo a transforma-se a aninhar-se para um ser que estamos a criar... 

Foi mais ou menos a partir da vigésima semana que comecei a amar o meu estado de grávida!! 

Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.