Slider


Há um ano que o blog tem estado muito menos ativo... Tenho perdido vontade, o tempo é escasso e no meio de tantos blogs, sinto que faz cada vez menos sentido. 

Mas este existe há 5 anos! 

Por isso, não com tanta regularidade, vou tentar dar sinal de vida. 
Pelo menos sentia-me em falta para convosco, relativamente ao nascimento do meu filho. 

Se partilhei a minha gravidez, tinha que partilhar o nascimento. Até porque tenho recebido mensagens a perguntar...  obrigada do coração às minhas queridas leitoras <3 p="">


O meu filho, David, nasceu a 21 de julho de 2017, à 00h27, em Bath. De parto natural, com 41 semanas. Não via o fim!! 

A partir da semana 38/39 sabemos que pode ser a qualquer momento, por isso cada dia é uma "ansiedade", mas lá tive que esperar um bom bocado. O David fez-se desejar, é normal é especial <3 amor="" de="" e="" hehe="" m="" meu="" p="">

Foi um parto longo, muito longo. Começou na madrugada do dia 19, o dia de aniversário do pai do bebé... Pensávamos que iria ser nesse dia, mas não, o David quis um dia só dele. Várias contrações, muitas dores, que só diminuíram no outro dia (20/07) com a bendita epidural. A partir desse momento, tudo ficou mais calmo e tudo correu maravilhosamente bem. 

Ver um filho nascer é realmente uma surpresa, é algo de transcendente. Começar a ouvir os seus gritinhos e tê-lo no meu peito por horas infinitas... É algo que jamais esquecerei. É o meu Amor maior <3 .="" nbsp="" p="">

O David nasceu magrinho e comprido, 2,830kg e 52 cm. Manterei a sua imagem privada, por questões pessoais e porque não queremos fazer do David uma imagem de marca, sem o consentimento dele. Creio que seja importante mantermos alguma privacidade, nomeadamente para a  proteção dos nossos filhos. 

beijinhos nossos**


21 de julho de 2017

October 17, 2017


Há um ano que o blog tem estado muito menos ativo... Tenho perdido vontade, o tempo é escasso e no meio de tantos blogs, sinto que faz cada vez menos sentido. 

Mas este existe há 5 anos! 

Por isso, não com tanta regularidade, vou tentar dar sinal de vida. 
Pelo menos sentia-me em falta para convosco, relativamente ao nascimento do meu filho. 

Se partilhei a minha gravidez, tinha que partilhar o nascimento. Até porque tenho recebido mensagens a perguntar...  obrigada do coração às minhas queridas leitoras <3 p="">


O meu filho, David, nasceu a 21 de julho de 2017, à 00h27, em Bath. De parto natural, com 41 semanas. Não via o fim!! 

A partir da semana 38/39 sabemos que pode ser a qualquer momento, por isso cada dia é uma "ansiedade", mas lá tive que esperar um bom bocado. O David fez-se desejar, é normal é especial <3 amor="" de="" e="" hehe="" m="" meu="" p="">

Foi um parto longo, muito longo. Começou na madrugada do dia 19, o dia de aniversário do pai do bebé... Pensávamos que iria ser nesse dia, mas não, o David quis um dia só dele. Várias contrações, muitas dores, que só diminuíram no outro dia (20/07) com a bendita epidural. A partir desse momento, tudo ficou mais calmo e tudo correu maravilhosamente bem. 

Ver um filho nascer é realmente uma surpresa, é algo de transcendente. Começar a ouvir os seus gritinhos e tê-lo no meu peito por horas infinitas... É algo que jamais esquecerei. É o meu Amor maior <3 .="" nbsp="" p="">

O David nasceu magrinho e comprido, 2,830kg e 52 cm. Manterei a sua imagem privada, por questões pessoais e porque não queremos fazer do David uma imagem de marca, sem o consentimento dele. Creio que seja importante mantermos alguma privacidade, nomeadamente para a  proteção dos nossos filhos. 

beijinhos nossos**




Continuamos por cá!! 

Não dá para saber ao certo, quando é que o pimpolho deseja sair... sabemos que está para breve, porque muito mais das 40 semanas, não poderá ficar. Embora sinta desconforto, peso, tenha noites mal dormidas não o quero pressionar, quero que o meu bebé nasça quando ele sentir a sua hora... Uma ideia que é muito passada aqui no Reino Unido. Claro que nos próximos dias vou tentar caminhar mais e tal, mas antes disso não vejo a necessidade de "forçar". Eles estão tão bem dentro das nossas barrigas, estão protegidos, como nunca mais o serão <3 3="" nbsp="" p="">

Neste momento, vivo uma explosão de sentimentos. Uma felicidade por poder finalmente conhecê-lo e mexer-me mais à vontade, sem ser a passo de caracol. Mas ao mesmo tempo um nervoso miudinho do momento do parto e da mudança de vida. 
Vou confiando na vida... É o que for. Se tantas mulheres no mundo conseguem, eu hei de conseguir!!



39+5 weeks!!

July 11, 2017



Continuamos por cá!! 

Não dá para saber ao certo, quando é que o pimpolho deseja sair... sabemos que está para breve, porque muito mais das 40 semanas, não poderá ficar. Embora sinta desconforto, peso, tenha noites mal dormidas não o quero pressionar, quero que o meu bebé nasça quando ele sentir a sua hora... Uma ideia que é muito passada aqui no Reino Unido. Claro que nos próximos dias vou tentar caminhar mais e tal, mas antes disso não vejo a necessidade de "forçar". Eles estão tão bem dentro das nossas barrigas, estão protegidos, como nunca mais o serão <3 3="" nbsp="" p="">

Neste momento, vivo uma explosão de sentimentos. Uma felicidade por poder finalmente conhecê-lo e mexer-me mais à vontade, sem ser a passo de caracol. Mas ao mesmo tempo um nervoso miudinho do momento do parto e da mudança de vida. 
Vou confiando na vida... É o que for. Se tantas mulheres no mundo conseguem, eu hei de conseguir!!





 Vestido Mango, custou-me menos de 20€ e está agora em saldos!

Que peças usar na gravidez é sempre um dilema. Precisamos de estar vestidas, como é óbvio, sentir-se lindas, mas sem gastar muito, porque sabemos que serão roupas que não voltaremos a usar, pelo menos tão cedo. 

Mas se soubermos procurar bem... Voltaremos a usar as peças compradas!!


De grávida, comprei apenas 2 vestidos na Asos Maternidade e 2 calças de ganga de grávida, sendo que dei muito uso a um dos vestidos e aos dois pares de calças (umas azuis e outras pretas). A um dos vestidos não usei tanto porque foi para um casamento (aqui).
Na gravidez, repetem-se os outfits várias vezes, muitas vezes é lavar a roupa, passar e voltar a usar... 

Consegui usar muitas das roupas que já tinha, inclusive calças e leggings, que tinha mais largos e vestidos, mesmo em tamanho em S, porque são bastante largos e não apertam nada.

Por outro lado, comprei mais umas peças em lojas "normais", tipo Zara, Mango ou H&M, mas em tamanho acima e outras peças em tamanho S, procurando sempre peças mais largas e que se dessem bem na barriga. E é bem possível. De todas as peças que comprei na gravidez não dei mais de 30€. 

Não é porque estamos grávidas "apenas" uns meses, que nos devemos desleixar... Há que se sentir bela e feminina, valorizando sempre o nosso belo barrigão!!


Sigam-me no Instagram e vejam todos os looks que usei na gravidez! (aqui)


O que vestir na gravidez?

July 7, 2017



 Vestido Mango, custou-me menos de 20€ e está agora em saldos!

Que peças usar na gravidez é sempre um dilema. Precisamos de estar vestidas, como é óbvio, sentir-se lindas, mas sem gastar muito, porque sabemos que serão roupas que não voltaremos a usar, pelo menos tão cedo. 

Mas se soubermos procurar bem... Voltaremos a usar as peças compradas!!


De grávida, comprei apenas 2 vestidos na Asos Maternidade e 2 calças de ganga de grávida, sendo que dei muito uso a um dos vestidos e aos dois pares de calças (umas azuis e outras pretas). A um dos vestidos não usei tanto porque foi para um casamento (aqui).
Na gravidez, repetem-se os outfits várias vezes, muitas vezes é lavar a roupa, passar e voltar a usar... 

Consegui usar muitas das roupas que já tinha, inclusive calças e leggings, que tinha mais largos e vestidos, mesmo em tamanho em S, porque são bastante largos e não apertam nada.

Por outro lado, comprei mais umas peças em lojas "normais", tipo Zara, Mango ou H&M, mas em tamanho acima e outras peças em tamanho S, procurando sempre peças mais largas e que se dessem bem na barriga. E é bem possível. De todas as peças que comprei na gravidez não dei mais de 30€. 

Não é porque estamos grávidas "apenas" uns meses, que nos devemos desleixar... Há que se sentir bela e feminina, valorizando sempre o nosso belo barrigão!!


Sigam-me no Instagram e vejam todos os looks que usei na gravidez! (aqui)



Nesta altura do ano gostamos sempre de cortar o nosso cabelo para receber o verão e as férias que estão aí à porta... Por isso, reuni 5 inspirações bem simples, que a ajudará a decidir o próximo corte de verão! Sabemos que são inspirações, pois nunca fica exatamente igual, mas é muito mais fácil chegar à cabeleireira com imagens do que queremos, para que a profissional possa ter uma ideia mais clara do que pretende. Depois um bom cabeleireiro adaptará ao seu estilo e tipo de rosto. 

Semi-longo


Semi-longo é como está o meu cabelo... Neste momento está mais como a primeira imagem, embora em abril estava como na segunda, com as pontas mais longas (aqui). Mas há duas semanas tive que as cortas, porque é um corte que perde em dois meses o seu "corte".


 Curto 

Sou sincera o máximo curto que gosto de ver numa mulher jovem e de meia-idade é esse tamanho... Mas é a minha opinião, claro. Acho que o cabelo molda o rosto e torna-nos muito mais bonitas. Este corte, por exemplo, para quem prefere ter o cabelo curto é super jovem, prático, que dá um certo ar de parisiense. 

Com franja


Franja sim ou franja não?
É sempre uma dúvida. No meio de uma indecisão, faça como a última imagem, está entre os dois e fica tão giro!!

Descubra estes produtos e acessórios para cuidar do seu cabelo. Os produtos de camomila são fantásticos para colocar no verão, para abrir a cor natural e dar o tal efeito ombré!!

5 cortes de cabelo que vai querer copiar!!

July 5, 2017


Nesta altura do ano gostamos sempre de cortar o nosso cabelo para receber o verão e as férias que estão aí à porta... Por isso, reuni 5 inspirações bem simples, que a ajudará a decidir o próximo corte de verão! Sabemos que são inspirações, pois nunca fica exatamente igual, mas é muito mais fácil chegar à cabeleireira com imagens do que queremos, para que a profissional possa ter uma ideia mais clara do que pretende. Depois um bom cabeleireiro adaptará ao seu estilo e tipo de rosto. 

Semi-longo


Semi-longo é como está o meu cabelo... Neste momento está mais como a primeira imagem, embora em abril estava como na segunda, com as pontas mais longas (aqui). Mas há duas semanas tive que as cortas, porque é um corte que perde em dois meses o seu "corte".


 Curto 

Sou sincera o máximo curto que gosto de ver numa mulher jovem e de meia-idade é esse tamanho... Mas é a minha opinião, claro. Acho que o cabelo molda o rosto e torna-nos muito mais bonitas. Este corte, por exemplo, para quem prefere ter o cabelo curto é super jovem, prático, que dá um certo ar de parisiense. 

Com franja


Franja sim ou franja não?
É sempre uma dúvida. No meio de uma indecisão, faça como a última imagem, está entre os dois e fica tão giro!!

Descubra estes produtos e acessórios para cuidar do seu cabelo. Os produtos de camomila são fantásticos para colocar no verão, para abrir a cor natural e dar o tal efeito ombré!!


Perante as inseguranças de uma mãe e pai de primeira vez, adicionando ao facto de estarmos num país novo em que não conhecemos ninguém com experiência sobre a maternidade, perdemos amor a 200 libras e inscrevemo-nos no curso NCT, preparação pré-parto. 
Depois de 8 sessões, mais uma extra, tanto eu como o meu marido achamos que o investimento valeu a pena e muito. Sentimo-nos mais confiantes, mais seguros, mais preparados e com outra visão do sistema aqui... Até agora, não tenho a mínima queixa do sistema de saúde, sempre fui extremamente bem tratada, bem recebida e com todos os cuidados. A única diferença é que não fazem a terceira ecografia, a menos que seja necessário.  Somos regularmente vigiadas, medidas...

Enfim, vamos a 13 curiosidades que aprendi e que tenho a certeza que serão interessantes para mamãs de primeira viagem ou não:

1. Criar um ambiente confortável e tranquilo no quarto do hospital. Compre velas a LED, ponha a tocar as suas músicas preferidas, tenha a sua almofada de casa...

2. Não ir imediatamente ao hospital, nas primeiras contrações, esperar que sejam mais regulares, 3 a 4 contrações de 10 em 10 minutos.

3. Não trocar de mama enquanto o bebé estiver a mamar. O leite materno funciona como um ciclo e ao trocar, fará com que não atinja os nutrientes na sua plenitude.

4. Não ser demasiado rigoroso, exigente e paranóico com rotinas. Tentar levar a sua vida o mais normal possível. Mesmo que num ou noutro dia o bebé vá mais tarde para a camita, não há mal ao mundo! 

5. Para o pós-parto preferir umas Tena pants, invés de uns tradicionais pensos higiénicos. Assim, não há risco de fugas!

6. Pôr-se na posição de gatas, com o rabo bem espetado, pelos menos 5 minutos por dia. Essa posição permite dar maior conforto ao bebé, para ele mover-se e estar à vontade, nomeadamente quando o espaço já é escasso. Além disso, essa posição é recomendada quando o bebé ainda não deu a volta às 33/34 semanas, como foi o meu caso. 

7. Os bebés apresentam vários tipos/cores de cocós, até manter-se mais ou menos regular durante toda a amamentação.

8. Para aliviar cãibras beber água gasosa, aqui falam em soda gasosa, não sei se é diferente da água gasosa. Eu comprei-a da Schweppes. 

9. É possível que as meninas tenham vestígios de sangue nas suas primeiras fraldas, um pouco como a primeira menstruação. Enquanto que os meninos podem ter umas gotinhas de leite no peito.

10. Para ajudar a "provocar" o parto, além das famosas caminhadas e limpezas a fundo, pode comer papaia e abacaxi. Além disso, uma ou mais relações sexuais também ajudam, uma vez que o sémen estimula, porque contém prostaglandinas (hormonas envolvidas no parto).

11. No trabalho de parto, ainda em casa, ser massajada pelo companheiro para aliviar a tensão. Tomar banho. Movimentar-se na bola pilates.  (tentar) Dormir e ver filmes. Distrair-se é importante...

12. Se o bebé tiver muitas cólicas ou estiver impertinente, a mãe pode tomar um banho de imersão com ele. Ajuda-lo-á a acalmar, o contacto com a pele...

13. O contacto com a pele, nomeadamente da mãe, quando o bebé nasce é FUNDAMENTAL!


Estas foram algumas curiosidades, além disso foi importante ter conhecimento sobre o processo do parto, as várias fases da amamentação, dicas para mudar a fralda, troca de experiências... entre outras. 
Para pais de primeira viagem, um curso pré-parto é sempre recomendável!

13 curiosidades que aprendi no curso pré-parto!

June 30, 2017



Perante as inseguranças de uma mãe e pai de primeira vez, adicionando ao facto de estarmos num país novo em que não conhecemos ninguém com experiência sobre a maternidade, perdemos amor a 200 libras e inscrevemo-nos no curso NCT, preparação pré-parto. 
Depois de 8 sessões, mais uma extra, tanto eu como o meu marido achamos que o investimento valeu a pena e muito. Sentimo-nos mais confiantes, mais seguros, mais preparados e com outra visão do sistema aqui... Até agora, não tenho a mínima queixa do sistema de saúde, sempre fui extremamente bem tratada, bem recebida e com todos os cuidados. A única diferença é que não fazem a terceira ecografia, a menos que seja necessário.  Somos regularmente vigiadas, medidas...

Enfim, vamos a 13 curiosidades que aprendi e que tenho a certeza que serão interessantes para mamãs de primeira viagem ou não:

1. Criar um ambiente confortável e tranquilo no quarto do hospital. Compre velas a LED, ponha a tocar as suas músicas preferidas, tenha a sua almofada de casa...

2. Não ir imediatamente ao hospital, nas primeiras contrações, esperar que sejam mais regulares, 3 a 4 contrações de 10 em 10 minutos.

3. Não trocar de mama enquanto o bebé estiver a mamar. O leite materno funciona como um ciclo e ao trocar, fará com que não atinja os nutrientes na sua plenitude.

4. Não ser demasiado rigoroso, exigente e paranóico com rotinas. Tentar levar a sua vida o mais normal possível. Mesmo que num ou noutro dia o bebé vá mais tarde para a camita, não há mal ao mundo! 

5. Para o pós-parto preferir umas Tena pants, invés de uns tradicionais pensos higiénicos. Assim, não há risco de fugas!

6. Pôr-se na posição de gatas, com o rabo bem espetado, pelos menos 5 minutos por dia. Essa posição permite dar maior conforto ao bebé, para ele mover-se e estar à vontade, nomeadamente quando o espaço já é escasso. Além disso, essa posição é recomendada quando o bebé ainda não deu a volta às 33/34 semanas, como foi o meu caso. 

7. Os bebés apresentam vários tipos/cores de cocós, até manter-se mais ou menos regular durante toda a amamentação.

8. Para aliviar cãibras beber água gasosa, aqui falam em soda gasosa, não sei se é diferente da água gasosa. Eu comprei-a da Schweppes. 

9. É possível que as meninas tenham vestígios de sangue nas suas primeiras fraldas, um pouco como a primeira menstruação. Enquanto que os meninos podem ter umas gotinhas de leite no peito.

10. Para ajudar a "provocar" o parto, além das famosas caminhadas e limpezas a fundo, pode comer papaia e abacaxi. Além disso, uma ou mais relações sexuais também ajudam, uma vez que o sémen estimula, porque contém prostaglandinas (hormonas envolvidas no parto).

11. No trabalho de parto, ainda em casa, ser massajada pelo companheiro para aliviar a tensão. Tomar banho. Movimentar-se na bola pilates.  (tentar) Dormir e ver filmes. Distrair-se é importante...

12. Se o bebé tiver muitas cólicas ou estiver impertinente, a mãe pode tomar um banho de imersão com ele. Ajuda-lo-á a acalmar, o contacto com a pele...

13. O contacto com a pele, nomeadamente da mãe, quando o bebé nasce é FUNDAMENTAL!


Estas foram algumas curiosidades, além disso foi importante ter conhecimento sobre o processo do parto, as várias fases da amamentação, dicas para mudar a fralda, troca de experiências... entre outras. 
Para pais de primeira viagem, um curso pré-parto é sempre recomendável!

Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.