Vivências e experiências de uma emigrante #2

September 14, 2015


Há uns meses dei abertura a uma nova rubrica, pessoal, mas sei que é do interesse de muitos. Sem data marcada ou planos, estes posts vão surgindo conforme o meu coração sente, o meu estado emocional e a minha capacidade de os poder exteriorizar. Uns serão mais relacionados com curiosidades culturais, mas deveras interessantes também.


Como sabem, o meu blog fala português e de outra maneira não o seria. Quando o iniciei ainda estava a viver em Portugal. Mas 4 meses depois rumava para outra vida... Esta que tenho agora.

Poderíamos ter pensado, mas não o procurávamos, não era uma necessidade... Esta de emigrar. surgiu, aconteceu e sem pensar muito, fomos! Porquê? 

Bem... Apenas porque o meu marido teve uma proposta de trabalho interessante. Era uma oportunidade a não perder. Já que na altura Portugal atravessava uma grave crise económica, em que as oportunidades eram escassas e nada justas. Vimos isso como uma oportunidade, uma experiência enriquecedora a todos os níveis. 

A minha ideia foi sempre de voltar, regressar... uma passagem curta pela Alemanha. Já passou um ano e meio... Por um lado passou a voar... por outro tanto se viveu!

1- Mudar? 

- Mudar... bem... foi tudo tão rápido! O meu marido foi primeiro, ele tinha de começar a trabalhar e veio com a ideia de procurar casa. Aí uma dificuldade imensa se instalou. 
Encontrar uma casa nesta cidade parecia uma missão impossível! Incrível! Houve uma vez, em que ele foi visitar uma casa e eram 30 pessoas a visitar ao mesmo tempo!!! 
Preencher papeladas, descrição salariais, estatuto, carta do empregador, enfim....

Passado 1mês e meio arranjamos casa! Um milagre, mas isso é outra história.

Ok, agora deu-se início à instalação.

-  Fazer contrato e Instalar electricidade, internet, telefone, televisão... Contratos e mais contratos. Somos assim tão fiéis na vida?
- Eu fiquei em Portugal a organizar as coisas para encaixotar e serem transportadas... Naqueles momentos... enfim... Foi difícil.

2- A casa?
A casa... tudo mas tudo para mobilar!! Não há casas mobiladas! Então meu querido Ikea, foste tão útil!! 
Se vos disser que na Alemanha as cozinhas estão vazias? Acreditam? Então imaginem a minha cara quando soube que não havia cozinha e que tínhamos de comprar uma!!!!! 

3- Dinheiro?
Não emigrem sem ter um bom pé de meia. As despesas iniciais são arrebatadoras. Se queremos as condições mínimas é preciso entrar com algum dinheiro. Viagens. Transportadora. Caução da casa. Instalação. Móveis. Instalações elétricas e internet...

4- Língua?
Nunca da minha vida pensei em precisar da língua alemã. Não sabia nada de nada. Tentei um curso em Portugal, mas já não dava tempo. Entretanto já fiz um curso, já vai qualquer coisa, mas meu Deus!!! Às vezes parece impossível!! 

5- Emprego?
Não emigrem sem pelo menos um do casal ter arranjado trabalho!! Não vão nunca mas nunca à aventura, só se conhecer um familiar e mesmo assim é arriscado. Daí ouvirmos falar nas notícias de portugueses emigrantes a viver debaixo das pontes e sem dinheiro para regressarem.

6- A comida?
Choque... Não há quase peixe nenhum nos supermercados, o que há é congelado, caro e coisa pouca! Bendita mercearia portuguesa. De resto há de tudo :)

7- A vida?
A Alemanha surpreendeu-me positivamente. O primeiro impacto foi muito bom, talvez porque as expetativas eram baixas...  Paisagens bonitas, arquitetura muito própria. As pessoas são simpáticas. Temos encontrado pessoas que já as temos bem guardadas nos nossos corações.

Depois... depois é isto. A parte que por vezes dói muito. A saudade. 

Alguém já teve uma experiência de emigração? 
Já pensaram nisso?



Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.