Perdoar... Até que ponto?

May 19, 2016




abordo um tema pessoal e sei que as opiniões serão (sempre) divergentes, porém neste lugar onde partilho o que gosto e o que me vai na alma, hoje apeteceu-me falar sobre o perdão

Até que ponto devo perdoar? Perdoo sempre? Custa? É possível?

Perdoar... perdoo. Mas não tudo. Já perdoei, como também já fui perdoada. Todos erramos, é claro. E há coisas com tão pouco significado que seria uma estupidez não passar o pano por cima. É importante perdoar aos nossos pais, filhos, maridos ou mulheres, irmãos, primos, amigos, colegas, tios... enfim todas as pessoas que nos envolvem, mas também a nós mesmos. acontece também, de nos magoar e errar com a nossas próprias vidas, e é importante perdoarmo-nos para seguir em frente. 

Existem vários tipos de erros. Uns mais básicos e outros mais graves. Para uma boa convivência social, bem-estar e felicidade, tudo o que for insignificante, há que saber dar a volta, passa-se por cima. Aquele recalcamento tem de ficar para trás. Eu sei... às vezes também acontece... perdoar, mas não esquecer, como se a mágoa estivesse lá para todo o sempre. Mas será que falamos num verdadeiro perdão?! Para mim a melhor forma de resolver este peso, será sempre de falar com a pessoa em questão, ajuda a amenizar a dor. 

Até que ponto devemos perdoar?
Cada um saberá da sua capacidade de perdão... eu não consigo perdoar tudo, por mais que me sinto mal e ter aquele peso em mim, talvez para o resto da vida. E se outras pessoas o conseguem fazer ou dissimular... eu não. Preferiria padecer sozinha que estar rodeada de gente falsa e cínica. Mas pronto não é o caso... tenho pessoas de extremo valor à minha volta e sei o quanto valem... (tudo para mim).

Mas se há algo que não sou capaz de perdoar é a traição, e não será apenas aquela em que o marido ou a mulher trai... há várias formas de trair. 

Traem amig@s, traem-se pais, traem-se filhos, traem-se irmãos... e essas são horríveis. E já apanhei com elas. Ui! Por mais dolorosas que possam ser... não há perdão possível, não sou capaz. Ainda sinto o peso da traição de uma amiga, pelo menos que pensava ser... Quando depositamos tanta confiança sob uma pessoa e que de repente tudo muda?! É um choque... e acredito que é uma mágoa, para o resto da vida... mas não consigo pensar no perdão. Não... 
A partir do momento em que se quebra a confiança, o amor, o respeito... em que se trai todos estes sentimentos, não é possível para mim, esquecer. Viro a página e sigo em frente, com uma nova aprendizagem, um peso, uma mágoa e uma história de vida... 

A vida é também feita destas cenas! Porquê? não sei... preferia que não. mas enfim...


Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.