Já vou no terceiro trimestre de gravidez, no entanto, nunca é tarde para partilhar convosco a minha experiência do primeiro trimestre. Como o tempo passa a correr...  as memórias ainda estão bem frescas. 

O primeiro trimestre de gravidez conta a partir do primeiro dia, da última menstruação, depois são feitos alguns acertos de dias, na primeira ecografia e termina na décima terceira semana. 
Geralmente, não é muito visível a barriga do primeiro trimestre, nomeadamente, no inverno, com camisolas e casacos disfarce-se bem, já que gostamos de manter em segredo os três primeiros meses. 

Estar grávida, estar diferente física e psicologicamente e não "poder" contar ao mundo, é uma sensação agre e doce. Nada em nós está igual, mas ainda olham para nós como se estivéssemos. 
Alguns mais perspicazes irão perceber, quer pelas idas frequentes à casa de banho ou pela tal cara de grávida (aqui). Mas não foi o meu caso ou quase, um ou duas pessoas, depois de dizer que estava grávida, disseram que tinham percebido pelas minhas fotos de facebook e instagram :D

O meu primeiro trimestre foi também vivido com stress, sou sincera. Além de me ter que habituar ao novo país, tive que me habituar ao sistema de saúde, que é diferente do nosso. Isto é, depois de estar grávida e de informar a maternidade, tive que esperar até às 8 semanas de gravidez para ter uma consulta, onde basicamente foi só preencher papeladas, tirar sangue e medir. 
Apenas às 12 semanas é que fiz a primeira ecografia e pude me confrontar realmente com a gravidez... até lá era um mistério. Ah e esta ecografia no Reino Unido, não é obrigatória, é só se os pais o quiserem. 

A primeira ecografia foi assim mágica... foi mesmo! Uma emoção forte, puder ver um SER dentro de mim, a fazer trinta por uma linha, sem sentir nada ainda é realmente incrível... 

Por outro lado, sabemos que cada gravidez é diferente. No meu caso, por exemplo, não tive nem um enjoo, não tive desejos, mas sim vontade de comer bem... Tinha prazer em comer... Ainda hoje brincam comigo, porque quando a comida me caía bem dizia sempre "soube tãaaaaaoooo bem"!! ;)
Além disso, no primeiro trimestre de gravidez tive um sono louco, uma vontade de dormir incrível. algo de muito pesado e quase incontrolável. Nesses três meses não sofri de insónias! Desde o primeiro trimestre de gravidez tenho também uma maior necessidade em ir à casa de banho e de beber muita água, acordo com sede. 

De resto fiz a minha vida normalmente, mantive uma atividade física (mais moderada) e retirei da minha alimentação alguns alimentos, tal como os queijos frescos, os mariscos e o álcool. Comi à mesma enchidos, saladas, tomates, morangos (lavados com vinagre). Muitos dirão para não comer isto ou aquilo, que fazem assim ou assado, e foi algo que me deixou stressada. De facto, cada médico dirá uma coisa diferente, as pessoas outra e se procurarmos pela internet, acho que deixamos de comer. 

Na minha opinião o primeiro trimestre de gravidez foi o trimestre que me deixou mais nervosa, insegura... Não sentimos o bebé, não sabemos se o que estamos a fazer está bem e isto e aquilo. E mães de primeira viagem ficam tão inseguras com tudo e quanto mais opiniões ouvimos pior. Fui aprendendo a confiar e pôr de lado as opiniões, para viver uma gravidez mais tranquila. Ouço os técnicos de saúde e o meu instinto... 


E grávidas por aí, como sentiram o primeiro trimestre de gravidez?

O meu primeiro trimestre de gravidez

May 12, 2017



Já vou no terceiro trimestre de gravidez, no entanto, nunca é tarde para partilhar convosco a minha experiência do primeiro trimestre. Como o tempo passa a correr...  as memórias ainda estão bem frescas. 

O primeiro trimestre de gravidez conta a partir do primeiro dia, da última menstruação, depois são feitos alguns acertos de dias, na primeira ecografia e termina na décima terceira semana. 
Geralmente, não é muito visível a barriga do primeiro trimestre, nomeadamente, no inverno, com camisolas e casacos disfarce-se bem, já que gostamos de manter em segredo os três primeiros meses. 

Estar grávida, estar diferente física e psicologicamente e não "poder" contar ao mundo, é uma sensação agre e doce. Nada em nós está igual, mas ainda olham para nós como se estivéssemos. 
Alguns mais perspicazes irão perceber, quer pelas idas frequentes à casa de banho ou pela tal cara de grávida (aqui). Mas não foi o meu caso ou quase, um ou duas pessoas, depois de dizer que estava grávida, disseram que tinham percebido pelas minhas fotos de facebook e instagram :D

O meu primeiro trimestre foi também vivido com stress, sou sincera. Além de me ter que habituar ao novo país, tive que me habituar ao sistema de saúde, que é diferente do nosso. Isto é, depois de estar grávida e de informar a maternidade, tive que esperar até às 8 semanas de gravidez para ter uma consulta, onde basicamente foi só preencher papeladas, tirar sangue e medir. 
Apenas às 12 semanas é que fiz a primeira ecografia e pude me confrontar realmente com a gravidez... até lá era um mistério. Ah e esta ecografia no Reino Unido, não é obrigatória, é só se os pais o quiserem. 

A primeira ecografia foi assim mágica... foi mesmo! Uma emoção forte, puder ver um SER dentro de mim, a fazer trinta por uma linha, sem sentir nada ainda é realmente incrível... 

Por outro lado, sabemos que cada gravidez é diferente. No meu caso, por exemplo, não tive nem um enjoo, não tive desejos, mas sim vontade de comer bem... Tinha prazer em comer... Ainda hoje brincam comigo, porque quando a comida me caía bem dizia sempre "soube tãaaaaaoooo bem"!! ;)
Além disso, no primeiro trimestre de gravidez tive um sono louco, uma vontade de dormir incrível. algo de muito pesado e quase incontrolável. Nesses três meses não sofri de insónias! Desde o primeiro trimestre de gravidez tenho também uma maior necessidade em ir à casa de banho e de beber muita água, acordo com sede. 

De resto fiz a minha vida normalmente, mantive uma atividade física (mais moderada) e retirei da minha alimentação alguns alimentos, tal como os queijos frescos, os mariscos e o álcool. Comi à mesma enchidos, saladas, tomates, morangos (lavados com vinagre). Muitos dirão para não comer isto ou aquilo, que fazem assim ou assado, e foi algo que me deixou stressada. De facto, cada médico dirá uma coisa diferente, as pessoas outra e se procurarmos pela internet, acho que deixamos de comer. 

Na minha opinião o primeiro trimestre de gravidez foi o trimestre que me deixou mais nervosa, insegura... Não sentimos o bebé, não sabemos se o que estamos a fazer está bem e isto e aquilo. E mães de primeira viagem ficam tão inseguras com tudo e quanto mais opiniões ouvimos pior. Fui aprendendo a confiar e pôr de lado as opiniões, para viver uma gravidez mais tranquila. Ouço os técnicos de saúde e o meu instinto... 


E grávidas por aí, como sentiram o primeiro trimestre de gravidez?



Ando ausente. Eu sei. Tenho andado a mil. Depois de uma semana de férias a Portugal, andamos a mudar de casa, mais o trabalho que tenho que cumprir, nem sempre me sobra tempo para vir cá postar. 

Durante a minha estadia a Portugal fomos a um casamento, no Algarve, de uma grande amiga minha. Não fosse ela especial, não teria feito tantos quilómetros, não é verdade? 
O casamento foi lindo e repleto de muito amor...

E o meu look escolhido foi este, simples, mas adequado ao momento e à cerimónia de final de tarde.


Eu que vivi 12 anos no Algarve, sinto-me uma autêntica estrangeira, em pleno mês de Abril tinha calor, nem collants, nem casacos, nem nada! E isso pela noite adentro :D Comparado com as temperaturas que temos tido aqui no Reino Unido, o Algarve são as Bahamas!!



Look: 
- vestido Asos Maternity (SS'17)
- Sapatos Mango (old) 
(aguentei este sapato alto umas boas horas!! Nem eu acredito!!)
- Colares (Stradivarius)

Look de grávida para casamento

May 4, 2017




Ando ausente. Eu sei. Tenho andado a mil. Depois de uma semana de férias a Portugal, andamos a mudar de casa, mais o trabalho que tenho que cumprir, nem sempre me sobra tempo para vir cá postar. 

Durante a minha estadia a Portugal fomos a um casamento, no Algarve, de uma grande amiga minha. Não fosse ela especial, não teria feito tantos quilómetros, não é verdade? 
O casamento foi lindo e repleto de muito amor...

E o meu look escolhido foi este, simples, mas adequado ao momento e à cerimónia de final de tarde.


Eu que vivi 12 anos no Algarve, sinto-me uma autêntica estrangeira, em pleno mês de Abril tinha calor, nem collants, nem casacos, nem nada! E isso pela noite adentro :D Comparado com as temperaturas que temos tido aqui no Reino Unido, o Algarve são as Bahamas!!



Look: 
- vestido Asos Maternity (SS'17)
- Sapatos Mango (old) 
(aguentei este sapato alto umas boas horas!! Nem eu acredito!!)
- Colares (Stradivarius)

Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.