Viajar na gravidez

June 5, 2017



Sabemos que nem todas as gravidezes são iguais e umas serão mais complicadas do que outras. No entanto, quando tudo está dentro da normalidade há que descomplicar... Este tem sido o meu rumo ao longo da minha gravidez. 

Não quero ser paranóica, deixar de viver, de fazer certas coisas que já antes fazia... Penso que quanto mais normal levarmos a gravidez, melhor estaremos psicologicamente. 
Por isso, não deixei de viajar ao longo da minha gravidez. Apanhei o avião 3 vezes e posso dizer que aqui no Reino Unido não há prioridades para grávidas, faço a fila igual a toda a gente, mesmo com o peso do bebé na barriga. Não acho que seja correto, mas é assim e há que respeitar as regras de cada país. 

No início da gravidez não existe grandes truques, nem problemas para viajar. Sendo que as viagens que fiz foram sempre dentro da Europa. Para fora da Europa, peça sempre conselho ao seu médico, pois pode implicar alguma vacina. 

Refiro também que algumas companhias pedem um atestado médico, a partir das 27 semanas, de forma a declarar que está tudo ok. Por exemplo, a Ryanair exige mesmo, por isso cuidado, se for com 26 semanas e regressar com 27 pode ficar em terra. 
Viajei também com a Easyjet, esta não pediu atestado, no entanto, preferi jogar pelo seguro e precavi-me com um atestado médico, que me autorizou a viajar. 
As mulheres sem risco na gravidez e de um bebé podem viajar até às 35 semanas. Atenção, faça corretamente as contas para estar de regresso antes dessa semana. 

Para viajar, use roupa e sapatos confortáveis. Atenção para não viajar com muito peso, caso esteja sozinha, embora haja sempre pessoas que a irão ajudar. 

Outra dica também é de despachar a bagagem de mão no porão, evitará assim de andar com essa mala, para trás e para a frente! 

Nota: Não se esqueça de viajar sempre acompanhada com os seus documentos de gravidez, pois nunca sabemos o que pode acontecer. 

Boa viagem! 

Latest Instagrams

© Cosmopolit Girl. Design by Fearne.